sábado, 24 de setembro de 2011

Justificativas

Hoje, vc precisa justificar por que segue tal religião ou filosofia de vida.

Hoje, vc precisa justificar por que tem essa ou aquela opção alimentar.

Hoje, vc precisa justificar por que o seu trabalho acadêmico seguiu por este ou aquele rumo.


Precisa justificar por que gosta de tal gênero musical.

Precisa justificar por que não gosta de tal programa de televisão.

Precisa justificar por que não gosta de ir em tal lugar e prefere tal outro lugar.


Hoje, vc precisa ficar justificando por que prefere viver dessa ou daquela forma, por que não gosta de tal coisa, por que gosta de tal outra coisa, por que vc é desse ou daquele jeito, por que tem esta ou aquela opinião.

Um dia, precisaram ficar justificando por que não deveria existir escravidão, por que as pessoas precisariam receber pelo seu trabalho, por que se deveria levar em conta as consequências dos atos de um país sobre o outro. Um dia, precisaram ficar justificando por que não se deveriam poluir as águas e o solo. Um dia, precisaram ficar justificando por que não se deveriam inflar bolhas econômicas.

Hoje em dia, a justificativa já está toda aí pra quem quiser ver. E, mesmo assim, ainda tem gente fazendo do jeito contrário.

Chegará um dia em que não precisaremos mais justificar nada. Poderemos ser como somos e agir da forma correta. Poderemos fazer as coisas e viver da forma como queremos fazer e viver, simplesmente respeitando a regra que diz que o seu direito termina onde começa o direito do outro.

Um dia saberemos qual é a verdade e não precisaremos justificá-la para ninguém, apenas vivê-la. Nem que seja "a verdade para mim", porque nem sempre conseguimos alcançar uma verdade absoluta. Para muitos casos, uma verdade relativa, que seja verdadeira pra você, é o suficiente. Muitos acreditam que nem existem verdades absolutas, e eu não pretendo discutir aqui se elas existem ou não. Deixemos cada um ser como é e acreditar no que preferir acreditar.

Um dia, pararemos de perder tempo com justificativas e poderemos nos concentrar mais na ação. Não estou dizendo que as pessoas sairão pegando em armas e farão a revolução. Estou dizendo que dedicaremo-nos a viver a vida de forma mais leve, sem nos preocupar tanto com a opinião dos outros, porque a nossa vida pertence somente a nós.

Um dia, as coisas serão mais simples, as pessoas terão menos preconceito umas com as outras e saberão respeitar melhor as diferenças. Um dia, as pessoas te perguntarão "por quê?" apenas para te entender melhor, não para criticar ou dar palpite. Um dia, as pessoas saberão que as diferenças são bem-vindas, não são nenhuma ameaça. Um dia, as pessoas discutirão apenas com o objetivo de aprender e chegar a conclusões positivas em conjunto.

Esse dia talvez seja hoje. Essa decisão talvez seja sua.


3 comentários:

ronald.curtis disse...

É Fi, num mundo de relações humanas baseada na formação de grupos sociais você tem que levar no bolso as carteirinhas do seu clube. Uma pena, se a pessoa te perguntasse se o dia está bonito a vida seria bem mais interessante. Abraços.

jc disse...

Oi Fi, boa reflexão! Também gostaria que um dia a compreensão substitua os julgamentos. Importante o que está escrito na sua última linha: só a nossa própria atitude pode mudar algo à nossa volta. Abraço!

Viiii disse...

Nossa, Fi. Podia todo mundo pensar como você, certeza que a humanidade seria bem melhor. Eu ando tão desanimada com o que tenho visto, e me alegra saber de pessoas que como você possuem uma linha de pensamento saudável e boa!
Você disse tudo... Tudo depende de nossas escolhas, a colheita depende do plantio, né?
Valeu..
Estava precisando ouvir isso
Beijos