terça-feira, 20 de março de 2007

Sacrificar o sono ou os sonhos

Após inúmeras e inúmeras reflexões nas últimas semanas, meias-deprês nos últimos dias e crises recursivas nos últimos tempos, chega-se enfim a uma luz :)!


Fato: a gente sempre quer fazer um monte de coisas no nosso dia. Muitas vezes, mais do que nossa vidinha medíocre permite.


Sabe aquelas pequenas coisas que você planejou fazer? Arrumar o seu quarto hoje, jogar aquele joguinho muito loco, postar no seu blog, ligar para tal pessoa, estudar tal coisa, resolver tal probleminha... Sabe aquele negócio, exatamente AQUILO, que vc tava querendo muito fazer NAQUELE dia, pois naquele dia é que tudo ia dar certo :))!?

Então. Aí chega o tal momento e vc se vê tragicamente diante de míseros contratempos mundanos, que forçosamente o levam à cruel sentença de ter de renunciar àquela maravilhosa vontade, sendo então forçosamente tragado penhasco abaixo de lá dos seus sonhos mais brilhantes!!!!! (dramático, não?). Seja qual for o motivo ("não deu tempo", "tive que sair nessa hora", "ah, desisti", "tocou o telefone", "fiquei com vergonha", "deu pau", "focinho de porco não foi tomada" etc etc).

Sabe aquela propaganda da cerveja Sol? Então, é mais ou menos aquilo 8)! "Pequenas vontades". Coisas que simplesmente ALIMENTAVAM SUA ALMA, e que vc sem querer vai deixando de fazer aos poucos, por motivos bestas. E aí seus dias vão ficando cinzentos... Quando vai ver, está tudo meio estranho na sua vida e vc nem sonha por quê!!


E assim vamos ficando à mercê das intempéries da vida... Mas afinal: como é que pode ser verdade uma porra dessas????

Esse tipo de coisa andou virando quase rotina pra mim nos últimos tempos. TODO SANTO DIA dava alguma merdinha, que zoava com os meus belos esquemas e virava mais uma chateaçãozinha me incomodando inconscientemente. E assim eu ia deixando de postar AQUELA grande idéia no blog, jogar AQUELE grande jogo, arrumar AQUELA coisa importante que tava fora do lugar...


Aí nessa hora vc se dá conta de que "putz, já faz mó tempo que eu não faço essa, aquela e aquela outra coisa que eu sempre gostei de fazer", coisas que vc sempre valorizou muito e que sempre foram um "algo a mais" enorme na sua vida. Aí vê que, sem querer, caiu na frieza de aceitar passivamente as limitações bestas que a vida lhe impõe.

Aí vai atrás de reverter o quadro e descobre que as coisas têm seu preço, e que esse é só o começo da sua revoluçãozinha interna. Percebe que os problemas mundanos continuam e continuarão existindo, e que o que vai ter que mudar é a forma como VOCÊ os encara. Descobre uma saída, que exigirá de você algo em troca...

...no caso, o sono! Quem me conhece sabe o quanto eu gosto de dormir bem e como eu considero o sono algo sagrado!! Mas peraí. Olha quantas vezes eu deixei de fazer minhas coisas só porque "estava muito tarde e eu precisava acordar cedo no dia seguinte"... Quantos posts muito locos esse blog deixou de ter porque "já tava meio tarde", ou porque "já cansei de digitar hoje"... Quantas idéias deixei de registrar esse ano porque "o ano passado eu escrevia alguma coisinha todo dia, mas agora eu me enchi um pouco disso"...


Meu... Quanto da vida que a gente não perde enfiando merda na cabeça, hein... Já pensou nisso? Só agora que eu tô me dando conta disso. Aliás essa história me lembra muito um certo vídeo da internet, o lindo e famoso Sunscreen (<-- veja no YouTube), que fala sobre coisas desse tipo. Muito loco MESMO, recomendo que assistam sempre esse vídeo, uma vez por mês ou mais!! Aproveito para indicá-lo especialmente à minha família, Williks e Valentis que se preocupam para viver e vivem para se preocupar - e eu me incluo nisso :P!


Já era, fi! Tô voltando a ter uma vida psicológica normal aqui. Se tiver que dormir mal um dia pra viver bem todos os outros, amém :P!


PS: Acabei essa bagaça 4:59 da manhã, com muito gosto!

4 comentários:

Luiz Fernando disse...

fala, fi!
engraçado esse post, pq a dois dias eu durmo menos do que o de costume pra ficar fuçando no pc novo.
e exatamente hoje, enquanto vinha pro trabalho, estava pensando que acordei meio mal, então estava decido a mudar isso e ir dormir mais cedo.
eu tive o mesmo pensamento sobre o sono que voce, mas ao contrario!
heheh
abraços

Fi disse...

Hehe, massa, hein :)!

A. Zanardi disse...

FAFI!!
Comentarei seu blog...
as vezes a gente se preocupa tanto com coisas sem importâcia, acha que os nossos problemas do dia a dia são gigantescos, se deprime, fica emburrado, perde o sono por cada besteira que nem percebe que o verdadeiro problema de tudo foi ter nos preocupado demais.

De um eterno formador de tempestades em copos d'água para um fi filosóficamente preocupado....
(gostou do embromation hein)

Fi disse...

100% embro :)!