quinta-feira, 15 de outubro de 2009

15/10 - Dia do Professor

Dedico o post de hoje a essa maravilhosa profissão que é a de professor.

Eu particularmente ADORO dar aulas e estou fazendo isso no semestre atual (aliás daqui a pouco tenho que continuar preparando o exercício de amanhã pra galera, fora corrigir um monte de outros atrasados :P).

Hoje eu quero escrever uma homenagem a todos os professores que já tive na vida e tb à profissão em si.


É natural a gente ser marcado por diversos professores que teve na vida. Tem uns de quem a gente gosta mais, tem uns que ensinam melhor, tem uns que despertam interesses por coisas que simplesmente se tornam nossa vida, ou nossa área de atuação profissional, ou algo assim. Ou mesmo aqueles que fazem a gente gostar de uma área que não é a nossa, e nos fazem enxergar o quanto as outras coisas também são belas, mesmo a gente tendo dificuldade com elas ou tendendo a não gostar muito delas.

Gostaria de dizer que os bons professores que tive foram decisivos para que eu aprendesse muitas coisas que hoje fazem parte da minha vida. Gostaria de dizer tb que até os MAUS professores me ensinaram uma coisa muito importante: o que NÃO fazer quando vc for professor :P.

Sério mesmo... Qdo eu via um assunto fácil sendo explicado de maneira difícil, eu ficava pensando "meu, esse psor tá viajando... até eu conseguiria explicar isso melhor!". E isso foi se repetindo muitas vezes, e assim eu ia pensando em como eu poderia explicar aqueles assuntos de forma mais fácil de entender. E assim fui construindo a didática que tenho hoje, coisa de que tenho muito orgulho e que adoro ver funcionando e ver a galera entendendo as coisas quando eu explico. Digo isso sem modéstia nenhuma, embora sabendo que ainda tenho muito o que aprender e que eu obviamente não consiga atingir a todos com o meu modo de explicar as coisas.

Esse lance do benefício de ter tido maus professores é um bom exemplo de como as coisas ruins podem vir a trazer bons resultados. Meio que fica como lição para mim mesmo, um cara que vive querendo que tudo dê perfeitamente certo.

O fato é que eu fui gostando TANTO desse lance de explicar as coisas para as pessoas que eu andei cada vez mais querendo fazer disso meu meio de vida. E digo isso não só com relação à profissão (como muitos sabem, pretendo ser professor universitário de computação). Digo isso com relação a todo e qualquer conhecimento que eu tenha. Quero passar TUDO o que eu sei adiante. Quero compartilhar meu conhecimento e incentivar TODAS as pessoas a fazerem o mesmo. Quero criar uma corrente ou um movimento de pessoas que enxergam que tudo tem mais valor quando é feito de forma coletiva. Quero incentivar as pessoas a sempre pensarem no coletivo, a sempre pensarem grande, a sempre pensarem nos benefícios para a sociedade. Benefícios estes que até mesmo individualmente são maiores do que quando fazemos as coisas somente pensando no individual (ou seja, em nós mesmos).

Basicamente, andei me tornando um sonhador-visionário-libertário etc. e talz, tudo graças aos professores que tive e ao amor que fui tendo por essa área. Só tenho a agradecer a todos os professores que já tive na vida por terem me formado da maneira que eu sou. É claro que a minha individualidade tb teve papel importante nessa história toda, mas pode-se dizer que foram eles que deram o pontapé inicial para tudo isso, até porque eu nunca gostei de estudar sozinho :P. Sempre preferi ir às aulas e receber uma explicação decente de quem entende a ficar quebrando a cabeça sozinho em casa pra trilhar o caminho das pedras.

Nunca gostei do caminho das pedras. Sempre achei que a vida tem que ser simples, não complicada. Se alguma coisa está complicada, é pq tá precisando alguém ir lá e simplificar. Quando alguém vai lá, faz isso e conta para os outros como é que faz, todos saem ganhando. Adoro sair ganhando e adoro fazer com que saiamos ganhando.

Não suporto ver essa falta imensa que temos de tutoriais decentes pra aprender as coisas em computação (Web services ou desenvolvimento web, por exemplo). Vc se mata pra fazer um treco simples de tudo só pq falta um materialzinho besta explicando passo-a-passo o que vc deve fazer. Não me conformo com isso. Um dia ainda vou escrever todos os materiais que conseguir para ajudar essas pessoas que ficam quebrando a cabeça por falta de uma orientação básica.


Bom, é isso... Espalhadamente pelo texto, estão aí minhas ideias e o meu recado para esse dia tão importante. Para quem tiver saco e tempo, tb tem este outro post, de 2008, relacionado a este assunto :).

E a todos vcs, professores, um feliz dia!

3 comentários:

Cleide disse...

Parabens, sobrinho! Voce te toda razao! Alem dos exemplos que vc teve nas escolas que frequentou, vc tem dois exemplos nos seus pais, dois excelentes professores, que com certeza tem muito a ver com quem vc é hoje. Que Deus te abencoe nos seus ideais e o capacite para ser muito mais do que vc sonha ser. Beijos!

Japa disse...

fala Fi
professor universitario eh? nao sabia que estava tao decidido

SerEsTrAnHo disse...

Parabéns, Fi!!
Realmente louvável esse seu sentimento, e posso dizer que conheço essa sensação que você descreve. De fato, não há nada mais gratificante do que saber que pôde ajudar alguém, preenchê-lo com um pouco mais de conhecimento, independente de áreas... Saber que de uma forma ou de outra, você está contribuindo para a formação - até mesmo do caráter - da pessoa que está do outro lado.
Parabéns para nós, na realidade... E uma pena essa profissão ser tão desvalorizada no país...