quarta-feira, 17 de setembro de 2008

"Eu não deveria (...) agora!"

Tem coisas na vida que não tem preço. Para todas as outras, existe Mastercard.

Dentre essas que o Mastercard não compra, gostaria de dedicar o post de hoje a um tipo específico delas: os momentos de divagação.

Momentos que se tornam memoráveis pelo simples fato de serem dedicados a coisas simples, que te proporcionam simples momentos de alegrias simples e profundas! Momentos em que vc não deveria estar fazendo essas coisas, deveria estar prestando atenção na aula, ou deveria estar dormindo, ou deveria estar fazendo a lição, lavando a louça ou qq outra tarefinha besta do dia-a-dia...

Ah, as tarefinhas bestas do dia-a-dia! Arruma isso, resolve aquilo, "responde o email que eu te mandei", faz num sei o quê, faz num sei o quê lá...

É tão bom quando a gente simplesmente não pensa nessas coisas... Quando a gente simplesmente pega e se distrai, e começa a pensar, e começa a divagar, começa a pensar em coisas muito locas de tão simples que são...


Hoje numa interessante aula de Engenharia de Software eu estava assim, divagando total... Pensando na vida... Pensando no que é o conhecimento, o que é o estudo... Pensando em coisas legais e totalmente nada a ver... Pensando no meu futuro pífaro muito loco que eu tô PIRANDO pra comprar (mais sobre pífaros aqui)... Pensando em piadinhas infames totalmente nada a ver, e rindo sozinho... Pensando em coisas do arco da véia, lembrando do Rá-Tim-Bum, do X-Tudo...

E foi nesse momento tão incrível, em que eu deveria estar prestando atenção na aula, que eu tive 3 enormes epifanias...

A primeira: Cara, como é LINDO isso... É nos momentos de "eu não deveria estar " que acontecem as coisas mais locas da sua vida. É aí que vc tem aquela visão, aquela contemplação das coisas, quase um Nirvana. É aí, qdo vc não está se preocupando com nada, qdo vc não está se cobrando de nada, que vc realmente está vivendo de verdade. Está aproveitando o seu momento de liberdade mental plena para pensar em coisas simples e maravilhosas da sua vida.


A segunda: Cara, como estudar é uma coisa ingrata :)... Hoje finalmente compreendi isso. Estudar é basicamente uma forma de vc ficar sabendo que sabe menos do que pensava que sabia. "Só sei que nada sei" e aquela coisa toda, e hoje eu enxerguei as conseqüências dessa idéia. Quanto mais você estuda, mais você descobre o quanto terá que estudar se quiser ser alguém naquela área. Me fala se tem coisa mais desmotivadora do que isso :)...

Quanto mais vc estuda, mais ÁREAS vc descobre, áreas que vc nem sonhava que existiam quando vc estava no seu período de iluminada ignorância do colegial e dos primeiros anos de graduação. Ah, esses bons tempos... Tempos em que vc era ignorante e não sabia que era, e com isso era feliz. Era feliz por NÃO saber mais do que o necessário para passar de ano ou de semestre (ou por saber apenas o que tinha curiosidade de saber, só por saber), era feliz por NÃO saber o que fazer com aquele conhecimento que tinha. Era feliz porque NÃO tinha noção de um monte de coisa, porque desconhecia uma infinidade de conhecimentos, e porque não tinha a menor noção disso!! Ou talvez até tivesse, mas isso não era um problema.


E finalmente a terceira: CARA!!!! Esta sim foi a epifania do ano :)... Não me pergunte como nem porque. Eu simplesmente saquei: lembram-se daquele quadro no X-Tudo (da TV Cultura) em que o Márcio Ribeiro era o "Candidato" e tinha um entrevistador, que fazia perguntas e o Candidato sempre errava? Então... ESSE ENTREVISTADOR É O MESMO CARA DA ESFINGE DO RÁ-TIM-BUM!!!!!!!!!!!!!!!!! NUOOOOOOOOOOOOOSSA VÉIO, como é que eu NUNCA tinha pensado nisso antes :)?????? Simplesmente veio, essa iluminação quase que divina, na minha cabeça, e eu enxerguei, a verdade nua e crua...

Tudo bem que eu to zoando "um pouco" :P... Na verdade eu só parei pra pensar e me toquei que o sorriso e a voz dos dois eram iguais! Preciso ainda pesquisar melhor para descobrir se essa "teoria divina" se confirma, porém já encontrei quem acredite nela :)! - valeu Lincoln!

Procurei agora há pouco no YouTube "esfinge do ra tim bum" e apareceu um cidadão nada a ver lá, que dizem ser o cara que fazia a esfinge. Eu duvido muito... Ainda acredito veementemente que seja aquele cara que eu falei!



Enfim, esse foi o meu post de hoje, feito exatamente numa hora "em que eu deveria estar dormindo"!

Abraços e até o próximo... E ótimos momentos de "eu não deveria" para todos!

4 comentários:

TaQ disse...

AH Mulheque!! (frase de um prof. meu de química, 2º grau!)
Ta mandando ver.. vc fuma? hahahaha
brincadeira.. tudo de bom brother!

Ariadne Celinne disse...

o pior é que nos momentos em que "eu deveria estar..." é que eu me divirto mais! =P hehehe, adorei o texto!
beijos

andrezza gomes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
andrezza gomes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.